sábado, 9 de janeiro de 2010

Passado



É estranho ouvir a si quando o externo se aquieta.
O coração respira compassadamente,
a pele ouve, sua, sente.
A boca balbucia coisas sem sentido.
Quando a casa cala, os fantasmas aparecem.

2 comentários:

Roller Coaster disse...

Maninhaa, te adoro :)
<3

by Ton.

Alice Gabriella disse...

as vezes o único modo de "acalmar" os fantasmas,é convidando-os pra tomar chá.